8 de out de 2012

Crianças tem mais confiança no Google do que nos pais e professores

Uma pesquisa britânica da Birmingham Science City constatou que 54% das crianças e adolescentes  de 6 a 15 anos consultam primeiramente o Google antes de perguntarem a seus pais.


Segundo o Daily Mail, o estudo foi feito com 500 crianças e adolescentes de 6 a 15 anos e apenas 19 % delas afirmaram ter usado um dicionário impresso uma vez na vida. Quando a pergunta foi se eles usaram uma enciclopédia, 25 % dos entrevistados não sabiam do que se tratava.

Quando o assunto era a consulta aos professores, o resultado também não foi diferente. Apenas 3 % dos entrevistados de 6 a 14 anos afirmaram que tirariam dúvidas com seus professores antes de consultar o Google e só 25% consultariam os seus pais antes de irem ao buscador.

Segundo a  doutora Pam Waddell, diretora do Birmingham Science City, " as crianças agoram estão crescendo onde a tecnologia digital é aceita como padrão, e é natural que as crianças e jovens acessem estes mecanismos antes de perguntarem a seus pais, professores e amigos"

Waddell, entretanto, afirma que esse tipo de comportamento não é maléfico, mas apenas mostra como os mecanismos tecnológicos estão presentes para eles e como eles se sentem confortáveis diante de tais ferramentas.